13 de nov de 2011

Envolvimento e marketing pessoal fazem a diferença



Apresentar resultados pode não ser suficiente para garantir que um trabalhador seja reconhecido pelo seu gestor. Para especialistas, a diferença entre ser lembrado e ser deixado de lado depende do comprometimento, dos relacionamentos e do marketing pessoal de cada um.

"Se o profissional não faz (propaganda de seus feitos), às vezes uma pessoa que faz - nem sempre tão boa - é mais valorizada", diz a consultora da Career Center Claudia Monari. Para ela, um evento comemorativo de resultados seria um bom instrumento de divulgação: "Fazer e não falar é tão ruim quanto falar e não fazer". Mas adverte: a medida certa para a ação comunicativa varia segundo a cultura de cada organização.

A especialista Sandra Araldi, da consultoria Search, acredita que o comprometimento possa fazer a diferença. Ela cita como boas posturas a proatividade para assumir responsabilidades adicionais, a demonstração de disponibilidade e a sugestão de ideias para o desenvolvimento do negócio. "Se a pessoa estiver preocupada com a empresa, os resultados vão aparecer."

Por outro lado, problemas de convivência podem ser um obstáculo. "Uma pessoa sem boas relações não tem como alcançar um bom resultado, porque a equipe não consegue ver isso." Sandra recomenda que os profissionais adotem uma conduta colaborativa e tratem os colegas com transparência e respeito. E lembra: "Eles devem ser admirados com base nos conhecimentos técnicos, e não por suas relações de amizade.

Por: GUSTAVO COLTRI - O Estado de S.Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário